Modernizar rumo ao futuro na Fisioterapia

2 Junho, 2017

Associação Portuguesa de Fisioterapeutas (APFISIO) tem uma história própria, contando mais de 56 anos desde a sua fundação. Uma história que acompanha uma imagem com significado e referência para os fisioterapeutas portugueses e em atividade em Portugal.
Os tempos evoluem e as gerações renovam-se. Estamos perante uma era de revolução digital, onde a imagem tem um peso enorme, ultrapassada por aspetos do qual destacamos a capacidade de realizar uma comunicação eficaz.

Sendo uma associação de cariz nacional a APFISIO assumiu como imperativo atualizar a sua imagem e modernizar os seus canais de comunicação, junto dos seus associados, dos fisioterapeutas e do público em geral. Assumiu igualmente que é prioritário assegurar o futuro apostando numa aproximação aberta aos jovens fisioterapeutas e estudantes de fisioterapia. Mãos à obra.

1. Criámos o Departamento de Imagem e Comunicação da APFISIO.

Esta nova estrutura coloca em prática dinâmicas que otimização a visibilidade do trabalho diário desenvolvido pelo Conselho Diretivo Nacional, Grupos de Interesse, Grupos de Trabalho e demais organizações que de forma sistemática dignificam a fisioterapia. Contribui paralelamente para melhoria da auscultação externa, que nos permite evoluir e acompanhar de perto todos aqueles que representamos e de alguma forma nos ajudam com contributo ativo e voluntário.

Para tal atualizámos o nosso logótipo, adaptámos a nossa nomenclatura, criámos um novo estacionário, intensificámos a nossa atividade nas redes sociais, melhoramos o layout e conteúdos da revista FISIO e estamos na reta final do desenvolvimento de um novo website/portal online que permitirá uma interação mais eficaz e intuitiva junto dos seus utilizadores. Pretendemos estender estas dinâmicas junto da totalidade dos Grupos de Interesse com objetivo de uniformizar a forma como nos apresentamos externamente, existindo já um projeto nesse sentido onde estão envolvidos os elementos destes grupos. Importante reforçar que para tudo ser funcional externamente, tudo tem de funcionar a 100% internamente. Assim, renovámos parte dos nossos dispositivos informáticos, migrámos para um moderno domínio digital e atualizámos ainda a equipa técnica de apoio. Mais trabalho haverá certamente a realizar nesta área, mas um passo de cada vez, firmes e convictos.

2. Criámos o Grupo de Interesse Movimento Jovem na Fisioterapia.

Os jovens são o futuro da fisioterapia, do associativismo e do nosso país. Todos o sabemos e a APFISIO soube de forma que, creio exemplar, por de parte as experiências menos positivas do passado e olhar diretamente o futuro. Recebeu em sua casa os jovens e ouviu as suas motivações, deliberando que estavam reunidas condições para trabalho conjunto e articulado. O Movimento Jovem na Fisioterapia (MJF), estrutura com praticamente três anos de existência, pareceu ser a solução para o nosso objetivo. Um grupo de estudantes de fisioterapia e jovens fisioterapeutas que apresenta à data uma estrutura organizada e desenvolve frequentemente ações relevantes destinadas ao seu público. Ao dia de hoje o MJF possui uma rede plenamente funcional que conta com várias dezenas de elementos distribuídos pela totalidade das instituições de ensino superior que lecionam fisioterapia em Portugal e possui ainda representatividade internacional, tendo estado presente em diversas ações na Europa e integrada em grupos de trabalho a nível mundial.

Os objetivos da APFISIO são claros, portanto basta juntar a uma equipa motivada o know-how específico e ferramentas para implementar. Uma colaboração que iniciou recentemente, mas com certeza trará frutos muito positivos para a fisioterapia. A dois anos. Planos mutáveis a longo prazo são uma necessidade, assim como planear o que pretendemos desenvolver nos próximos dois anos. Contudo, estamos cientes que o desejável nem sempre é possível de colocar em marcha. Estamos satisfeitos com o trabalho que temos desenvolvido. Temos equipa. Vamos manter o foco – criar valor na Fisioterapia, representar os Fisioterapeutas.

Nuno Filipe Pina, Conselho Diretivo Nacional.

Entrar na Área Reservada
Acesso à Área Reservada

Por favor indique o seu número de Associado e o seu NIF.