Saúde Mental

A Fisioterapia em Saúde Mental é uma Aproximação, uma Sensibilização, uma Análise do corpo, por meios passivos ou dinâmicos, verbais ou não verbais. (J.P.Dacos 1984)

Estes meios subentendem o conhecimento e o funcionamento dos sistemas relacionais próprios das teorias da comunicação

Owen, refere que a Fisioterapia em Saúde Mental é uma especialidade nova, tendo vindo a desenvolver-se como especialidade nas equipas de saúde mental, devido à crescente preocupação aliada à oportunidade de refletir sobre a Evidência da Prática clínica a partir desta díade Corpo-Mente.

O Fisioterapeuta aborda um corpo desinvestido, sofredor e maltratado e a sua acção diferencia-se pela aproximação corporal que propõe ao paciente, tentando atingir maiores níveis de segurança, reeducando e remodelando.

O papel do Fisioterapeuta é promover o bem-estar e a autonomia das pessoas com disfunções físicas associadas a doenças mentais e vice-versa, se é que as duas realidades se podem separar, utilizando estímulos físicos para as influenciar.

Objetivos: sendo o corpo um dos componentes de desempenho, o papel do Fisioterapeuta será ajudar a pessoa na redescoberta e consciencialização desse corpo através da estimulação sensoriomotora e preceptivo motora, contribuindo para que esse corpo, seja um corpo que sinta e seja actuante; Melhore as capacidades funcionais; Aumente a autoestima; Melhore o autoconceito; Liberte a agressividade; Diminua a ansiedade; Promova o relaxamento.

As técnicas utilizadas incluem mas não se limitam a:

  • Terapia pelo movimento
  • Terapia pelo relaxamento
  • Terapia pelo “toque”
Entrar na Área Reservada
Acesso à Área Reservada

Por favor indique o seu número de Associado e o seu NIF.